Como funciona uma clínica de recuperação

Como funciona uma clínica de recuperação

Não Por Jaime

 Buscar uma clínica de recuperação nunca é uma decisão fácil: quando um dependente químico ou a sua família escolhe essa opção, quer dizer que muitas outras tentativas já foram feitas, sem sucesso. Contudo, a internação é muito benéfica porque as pessoas com dependência química necessitam de um acompanhamento mais intenso, inclusive de psicólogo, e isso é oferecido nesses estabelecimentos.

Muitos dependentes e pessoas próximas têm dúvidas sobre como funciona uma clínica de recuperação e é isso que será esclarecido neste material.

 

Onde há clínica de recuperação em São Paulo?

 

É possível localizar clínicas de recuperação em todo o Estado de São Paulo e elas têm configurações diferentes: algumas são apenas masculinas, outras apenas femininas. Também há clínicas com preços maiores e menores e até as gratuitas, nas quais pode ser um pouco mais trabalhoso conseguir uma vaga.

Para localizar uma boa clínica de recuperação em São Paulo, uma indicação é entrar em contato com ao Alcoólicos Anônimos (AA) ou com o Narcóticos Anônimos (NA): pela sua relação constante com pessoas dependentes e com as suas famílias, é claro que os seus dirigentes conhecem casos de internação e podem dar alguma referência sobre as clínicas.

 

Como funciona uma clínica de dependência química?

 

O objetivo da clínica de dependência química é oferecer à pessoa viciada um ambiente completamente seguro, no qual ela não encontrará, de forma nenhuma, gatilhos para o consumo da droga lícita ou ilícita. Ficar longe de qualquer possibilidade de acesso à droga é um dos pontos fundamentais, especialmente no início do tratamento.

Cada clínica tem o seu cronograma de atividades, mas o natural é que os internados passem por reuniões em grupo, nas quais eles conversam sobre as suas experiências como dependentes e dão apoio uns aos outros. Também existem sessões individuais com psicólogos e, em alguns casos, o uso de medicamentos para controlar os efeitos da abstinência.

Na maioria das vezes, as clínicas de dependência química oferecem diversos tipos de hobbies a fim de que os internados encontrem outros meios de descontar as dificuldades da vida em vez de usar a droga. Pode haver biblioteca, espaço para jardinagem, para pintura, etc.

 

Período de permanência e alta de casa de recuperação

 

O período de permanência na casa de recuperação é acertado na hora da internação, mas pode ser alterado no decorrer do tratamento, de acordo com o avanço do dependente químico. Geralmente, a internação dura 90 dias e, então, o dependente recebe alta.

Todavia, ele deve manter a sua participação no AA ou no NA, as suas sessões de psicólogo (se possível) e ficar longe de amigos, hábitos e lugares que propiciem a sua recaída nas drogas.

 

Como escolher uma boa clínica para dependentes químicos

 

Muitas pessoas não podem investir tanto em uma clínica para dependentes químicos e, assim, escolhem baseadas no preço. Todavia, os seguintes itens devem ser conferidos:

 

  • Se existem boas referências;
  • Se não há denúncia de agressões e maus tratos;
  • Se as instalações são higiênicas;
  • Se há acompanhamento de especialistas

Mais dicas e artigos como esse você encontra em nosso blog.